CLUBE DA ESQUINA: PATRIMÔNIO CULTURAL DE BELO HORIZONTE

PIN

   

 

Como recurso educativo do Mestrado Profissional Educação e Docência(PROMESTRE), foi desenvolvido um curso de Extensão Universitária para preparar o professor para promover a Educação Patrimonial nas escolas. Dessa forma, o professor pode atuar como um multiplicador, o grande orquestrador de todo o processo de ensino e aprendizagem, pois sua interação terá planejamento e intencionalidade educativa. Nesse processo, a escola vai exercer o papel de mediador, “contribuindo para criação de canais de interlocução que se valem, em especial, de mecanismos de escuta e observação”, incentivando a participação social na preservação dos bens.

As ideias de Vigotski sobre o “processo de internalização” dos sistemas semióticos produzidos pela cultura com o poder de “transformação” e de Paulo Freire sobre a“consciência crítica” como motivação para transformar o mundo, são fundamentais para dar protagonismo ao professor, que poderá promover a Educação Patrimonial nas escolas, utilizando as canções do Clube da Esquina como fio condutor, por meio de formulação, implementação e execução de atividades didáticas voltadas para a preservação do patrimônio cultural de Belo Horizonte.

O curso de extensão Clube da Esquina: Patrimônio Cultural de Belo Horizonte, foi realizado no Espaço do Conhecimento da UFMG (EC UFMG),  nos meses de outubro e novembro de 2019. O curso foi pensado em dois módulos sequenciais, o primeiro mais teórico com contextualização dos conceitos e o segundo módulo prático, com os participantes desenvolvendo atividades didáticas que relacionam a música com a cidade.

O Espaço do Conhecimento ofereceu toda a estrutura necessária para a realização do curso: sala com mesa, cadeiras, projetor multimídia, caixa de som, impressão de cópias, canetas, papel e um funcionário para acompanhar e dar suporte. Agradeço a toda  equipe do  educacional, em especial a Sibelle Diniz e Bárbara Paglioto.

educação patrimonial com clube da esquina

 

Ensinando  Educação Patrimonial utilizando as canções do Clube da Esquina

Escolas e Museus são as instituições responsáveis pelo estímulo à valorização e preservação da memória social, permitindo o acesso aos nossos bens culturais e patrimoniais. Nosso objetivo é levar o Patrimônio Cultural para as escolas, a partir de um curso de extensão, que prepare os professores para serem agentes culturais e patrimoniais, utilizando a música popular brasileira como instrumento didático nas ações educativas. Nossa proposta é possibilitar a Educação Patrimonial na sala de aula a partir das canções do Clube da Esquina, grupo de músicos mineiros liderados por Milton Nascimento, cuja trajetória se mistura a lugares e momentos históricos da cidade de Belo Horizonte. Esse processo promove a identificação e a valorização de bens culturais por meio de estímulos afetivos, o desenvolvimento do sentido de pertencimento e a oferta de novas situações de aprendizagens, além de fortalecer os vínculos com o Patrimônio e contribuir com a formação de identidade e memória cultural. Trata-se de um curso de Extensão Universitária  que promove a Educação Patrimonial,  tendo como fio condutor as canções do Clube da Esquina.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Preparar professores da Educação Básica para utilizar a obra do Clube da Esquina como estratégia de valorização do patrimônio cultural e da Educação Patrimonial.
  • Disponibilizar Curso de Extensão para professores e público em geral, com formulação  de ações educativas dentro da temática da produção musical do Clube da Esquina, associadas ao patrimônio cultural e à memória como instrumento didático nas práticas de ensino.
  • Possibilitar aos alunos novas experiências, sensibilidades e a fruição por meio do contato com a música do Clube da Esquina (produzida nos anos 1970 e 1980);
  • Formar público para o estilo musical “música popular” pelo contato com acervo do patrimônio cultural musical brasileiro;
  • Disponibilizar os resultados da pesquisa e atividades didáticas desenvolvidas através de sítio da internet para serem acessados por pais e professores, democratizando seu acesso.

 

  Participantes desenvolvendo atividades didáticas durante o curso 

EMENTA

Apresentar os conceitos de Educação Patrimonial; Patrimônio material e imaterial; História de Belo Horizonte. Discutir a Música Popular Brasileira como patrimônio cultural a partir da contextualização histórica e política. Abordar os Festivais da Canção (1960-1970) com ênfase em Milton Nascimento. Analisar o Clube da Esquina e sua relação com os lugares de Belo Horizonte.

Estratégia didática: atividades práticas focadas no Clube da Esquina como recurso didático interdisciplinar.

 

 

 

 

 

Hi, I'm Andrea Estanislau

Mineira de Belo Horizonte. Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da UFMG. Graduada em Design Gráfico pela Escola de Design da UEMG. Organizadora e produtora do livro "Coração Americano - 35 anos do álbum Clube da Esquina" (Belo Horizonte, 2008).

Diga algo sobre este artigo...